Informações

Naltrexona

Naltrexona

O que é naltrexona?

A naltrexona é um tipo de medicamento conhecido como antagonista dos opiáceos (ou agente opioidérgico). Esses medicamentos bloqueiam as células do cérebro que normalmente respondem a substâncias químicas chamadas opiáceos. Os opiáceos geralmente dão às pessoas uma grande 'alta' ou 'pressa' e aumentam seus sentimentos de bem-estar. Esses produtos químicos podem ser muito viciantes.

Para quem é feito o tratamento com naltrexona?

Tradicionalmente, a naltrexona é prescrita para pessoas viciadas em álcool e drogas opióides, como a heroína. Às vezes, também é usado para tratar pessoas com transtorno do espectro do autismo (ASD), particularmente aquelas com problemas de comportamento como auto-agressão.

Para que é utilizado o naltrexona?

Os medicamentos antagonistas dos opiáceos são utilizados para bloquear os receptores no cérebro.

Os receptores são como antenas químicas que ficam do lado de fora de cada célula cerebral e captam sinais específicos. Dessa maneira, os receptores ajudam os sinais a se moverem ao longo das conexões entre as células do cérebro.

Pensa-se que, ao bloquear receptores específicos, os antagonistas dos opiáceos como a naltrexona podem reduzir a atividade em certas partes do cérebro.

De onde vem o tratamento com naltrexona?

A naltrexona foi originalmente usada para tratar a dependência de heroína e álcool. Foi testado pela primeira vez como uma terapia para o comportamento autodestrutivo em pessoas com transtorno do espectro do autismo (TEA) em meados da década de 1980 nos Estados Unidos.

Qual é a ideia por trás do tratamento com naltrexona?

Os pesquisadores sugeriram uma possível associação entre transtorno do espectro autista (TEA) e um problema com receptores opióides no cérebro.

Esses pesquisadores acreditam que as pessoas com TEA que se machucam sentem uma 'pressa' porque seus corpos liberam beta-endorfinas durante o comportamento de auto-agressão. As beta-endorfinas se ligam aos receptores opióides no cérebro.

Os defensores dessa terapia acreditam que o bloqueio desses receptores com naltrexona remove a 'pressa', o que torna mais fácil para as pessoas interromperem o comportamento.

O que envolve o tratamento com naltrexona?

O tratamento com naltrexona envolve tomar medicação oral todos os dias. O medicamento e a dosagem específicos dependem dos sintomas individuais das pessoas.

Se seu filho estiver tomando este medicamento, ele deve ser monitorado por um médico especialista como um psiquiatra. Seu filho precisa de consultas regulares com esse profissional.

Considerações de custo

O custo da naltrexona pode variar dependendo da dose e da frequência com que o medicamento é tomado. Este medicamento é coberto pelo Pharmaceutical Benefits Scheme (PBS), mas apenas como tratamento para o alcoolismo.

O tratamento com naltrexona funciona?

Esta terapia ainda não foi classificada.

Quem pratica esse tratamento?

Psiquiatras, pediatras e clínicos gerais podem prescrever este medicamento.

Educação, treinamento, apoio e envolvimento dos pais

Se seu filho recebe naltexona, você precisa garantir que ele tome o medicamento conforme necessário. Você também precisa monitorar seus efeitos e efeitos colaterais e organizar visitas de acompanhamento com o profissional de saúde de seu filho para revisar o plano de medicação.

Onde você pode encontrar um médico?

O seu médico de família, pediatra ou psiquiatra infantil podem prescrever este medicamento e fornecer informações sobre seus possíveis benefícios e riscos.

Você pode encontrar um psiquiatra infantil acessando o Royal Australian and New Zealand College of Psychiatrists - Encontre um psiquiatra.

Você também pode conversar com o planejador do NDIA, o parceiro do NDIS para a primeira infância ou o parceiro de coordenação da área local do NDIS, se você tiver um.

Existem muitos tratamentos para o transtorno do espectro autista (TEA). Eles variam desde os baseados em comportamento e desenvolvimento até os baseados em medicina ou terapia alternativa. Nosso artigo sobre tipos de intervenções para crianças com TEA conduz você pelos principais tratamentos, para que você possa entender melhor as opções do seu filho.


Assista o vídeo: Naltrexona em baixas doses - LDN (Junho 2021).