Idade escolar

Regras familiares

Regras familiares

Regras da família: por que são importantes

As regras da família são declarações positivas sobre como sua família quer cuidar e tratar seus membros. Regras ajudam:

  • crianças e adolescentes aprendem o que é e o que não é bom em sua família
  • os adultos sejam consistentes na maneira como se comportam com crianças e adolescentes.

As regras podem ajudar todos na sua família a se darem bem. Eles tornam a vida familiar mais positiva e pacífica.

Como são as boas regras da família?

As boas regras familiares orientam o comportamento das crianças de maneira positiva. Eles:

  • diga exatamente qual o comportamento que você espera - por exemplo, "Dizemos" por favor "quando pedimos algo"
  • são fáceis de entender para as crianças - por exemplo, 'Use uma voz calma dentro de casa'
  • diga às crianças o que fazer, e não o que não fazer - por exemplo, 'Guarde suas roupas' em vez de 'Não seja bagunçado'.

Às vezes, regras que dizem aos seus filhos o que não fazer são válidas. Eles são os melhores quando é difícil explicar o que fazer - por exemplo, 'Não peça coisas no supermercado' ou 'Não entre no carro com um motorista que bebe'.

UMA pequena lista de regras familiares positivas é melhor que um longo, especialmente para crianças mais novas.

As regras de cada família serão diferentes. As regras de sua família serão influenciadas por suas crenças e valores, sua situação e a maturidade e necessidades de seu filho.

Sobre o que criar regras

Escolha as coisas mais importantes para criar regras. Isso pode incluir regras sobre:

  • comportamento físico um para o outro - por exemplo, 'Seja gentil um com o outro'
  • segurança - por exemplo, "Coloque o cinto no carro"
  • maneiras - por exemplo, "Esperamos até que os outros terminem de falar antes de conversarmos"
  • rotinas diárias - por exemplo, "Revezamo-nos ao pôr a mesa todas as noites"
  • respeito um pelo outro - por exemplo, 'Bata antes de entrar nos quartos um do outro'.

Seus filhos aprenderão que regras fazem parte da vida e que existem regras para diferentes lugares e partes da vida, como escola, transporte público e esporte. Fazer e seguir as regras da família também podem ajudar seus filhos a respeitar as regras em outros lugares.

Quem envolver na elaboração das regras

É importante envolver todos os membros da família o máximo possível quando você está fazendo regras familiares.

Crianças de até três anos podem fazer parte da discussão sobre as regras. À medida que as crianças crescem, elas podem se envolver mais na decisão de quais devem ser as regras.

Quando você envolve crianças e adolescentes na elaboração das regras, isso os ajuda a entender e aceitar as regras e por que sua família precisa delas. Isso significa que eles são maior probabilidade de ver as regras como justas e cumpri-las.

Para crianças e adolescentes mais velhos, o envolvimento na elaboração das regras também pode dar a eles a chance de assumir a responsabilidade por seu próprio comportamento.

Pode ajudar a anotar as regras e exibi-las em algum lugar onde todos possam vê-las. Isso ajuda a torná-los claros e também pode impedir argumentos sobre o que é ou não permitido. Para crianças mais novas, você pode fazer ou desenhar figuras que mostrem as regras.

Quando revisar ou alterar as regras

É bom revisar as regras da sua família de tempos em tempos para verificar como elas estão funcionando. Essa também pode ser uma boa maneira de lembrar a todos as regras mais importantes.

E haverá momentos em que suas regras precisarão mudar, à medida que seus filhos ficarem mais velhos ou sua situação familiar mudar. Por exemplo, você pode estender a hora de dormir de uma criança em idade escolar ou o toque de recolher de uma adolescente. Ou, se as disposições de trabalho de um dos pais mudarem, você pode fazer algumas regras novas ou diferentes sobre como ajudar nas tarefas domésticas.

Assim como quando você cria novas regras, é bom envolver as crianças para fazer alterações nas regras.

Seguindo as regras: o que esperar de crianças de diferentes idades e habilidades

Pré-escolares
A maioria das crianças com idades entre 3 e 4 anos possui habilidades linguísticas para entender regras simples.

Mas nessa idade, as crianças provavelmente esquecem ou ignoram as regras. Eles precisarão de suporte e lembretes para seguir as regras da sua família. Por exemplo, 'Lembre-se, nos sentamos para comer'.

E quando se trata de segurança, as regras são importantes, mas é melhor não confiar nelas para manter as crianças seguras. Por exemplo, sua regra pode ser 'Fique longe da estrada', mas você ainda precisa sempre assistir seu filho perto das estradas.

Crianças em idade escolar
Todas as crianças são diferentes, mas as crianças podem ter entre 8 e 10 anos de idade antes que você possa começar a confiar nelas para seguir as regras sem a sua ajuda na maioria das situações. Por exemplo, crianças dessa idade provavelmente se lembrarão de regras sobre escovar os dentes antes de dormir ou esperar um adulto antes de atravessar a rua.

Adolescentes
As regras são tão importantes para os adolescentes quanto para as crianças mais novas. Regras claras dão aos adolescentes uma sensação de segurança em um momento de suas vidas, quando muitas outras coisas estão mudando. Nunca é tarde para criar ou reforçar regras para adolescentes.

Regras sobre comportamento seguro são especialmente importantes. Isso pode incluir regras sobre uso de álcool, sexo, namoro e toque de recolher. Algumas famílias negociam e assinam contratos de segurança. Um contrato de segurança é um contrato assinado que descreve as regras - por exemplo, 'Te enviarei uma mensagem quando usar o transporte público noturno'.

Mas você pode esperar alguns desafios para as regras nessa idade, à medida que os adolescentes buscam mais autonomia e independência.

Crianças com necessidades adicionais
Nas famílias com crianças com necessidades adicionais, regras consistentes enviam a mensagem de que todos são iguais. Por exemplo, se a regra da sua família é a de que todos vocês falam bem, o seu filho com necessidades adicionais deve seguir essa regra, assim como seus filhos em desenvolvimento.

Algumas crianças com necessidades adicionais podem precisar de ajuda para entender e lembrar as regras.

Algumas regras podem ser aplicadas a toda a família, enquanto outras podem ser aplicadas apenas a crianças menores ou a adolescentes. À medida que as crianças ficam mais velhas e maduras, as regras podem "crescer" junto com elas.

O que fazer quando as crianças não seguem as regras

Quando as crianças quebram as regras, você pode optar por simplesmente lembrá-las e dar-lhes outra chance.

Mas, em última análise, será mais eficaz usar as consequências para a quebra de regras.

É melhor conversar em família sobre as consequências. Isso pode garantir que todos entendam e concordem com as conseqüências. E se todos entenderem e concordarem, pode ser mais fácil colocar consequências em ação quando as crianças violarem as regras.