Em formação

Crianças introvertidas, como ajudá-las?

Crianças introvertidas, como ajudá-las?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O equilíbrio está no meio de dois extremos. Nesse caso, o jeito de ser da maioria das crianças está entre a extroversão e a introversão. Embora seja verdade que sempre há uma abordagem para um desses traços de personalidade que estão nos extremos. No caso de crianças introvertidas, devemos ajudá-las a mudar sua introversão?

No caso de conhecer uma criança introvertida, podemos ver que são pessoas que:

- Eles têm dificuldade em compartilhar seus sentimentos e se expressar emocionalmente.

- Eles são observadores.

- Eles têm ótimas habilidades de escuta.

- Eles são calmos e atenciosos. Eles pensam nas coisas antes de dizê-las.

- Eles preferem fazer atividades sozinhos em vez de em grupo.

- Eles tendem a ver os erros como falhas e não os consideram oportunidades de melhoria.

- Eles são criativos e têm muita imaginação.

- Relacionam-se com os outros de forma discreta, procurando não se destacar.

Ao contrário do que dissemos sobre extrovertidos que encontraram sua energia de ação por meio da interação com outras pessoas, os introvertidos se energizam principalmente por meio do reflexo das ideias que estão em suas próprias mentes.

As crianças introvertidas não apresentam necessariamente as mesmas características, além disso, podem ser divididas em duas categorias:

- Introvertidos tipo 1, que são autossuficientes e confiantes.

- Introvertidos tipo 2, que têm baixa autoconfiança, temem a interação social e não têm habilidades de comunicação. Esse tipo de introversão é o mais conhecido e costuma ser erroneamente associado à ansiedade e confundido com "timidez".

Ser tímido não é considerado um traço de personalidade como no caso da introversão. Além disso, uma das principais diferenças entre ser tímido e introversão é que o tímido tem medo do contato social e até se inibe de se relacionar, e isso vem acompanhado de ideias irracionais de não ser aceito pelos outros.

Em contraste, as crianças introvertidas têm poucos relacionamentos pessoais, exceto por sua própria escolha. São eles que escolhem seus relacionamentos e optam por desfrutar de bons relacionamentos pessoais que não são numerosos, mas satisfatórios para eles.

Os pais devem saber que a criança introvertida não é uma coisa ruim, é apenas parte de sua personalidade. Para ajudá-lo, deixamos algumas diretrizes de ação:

- Respeite o ritmo da criança. Não force a criança a se aproximar de outras pessoas em encontros sociais. Eles precisam observar primeiro antes de interagir gradualmente. Para isso, é necessário facilitar a criança com brincadeiras nessa abordagem sem pressioná-la.

- Não critique. Você deve respeitar a personalidade da criança e não criticá-la por ter poucos amigos ou sair pouco quando for mais velha. É sua decisão.

- Ensaio de situações sociais. Em casa, podem ser representadas cenas cotidianas de relações sociais em que o pai ou a mãe e o filho desempenham um papel para ganhar segurança.

- Não fale pela criança. Aquele que é introvertido não justifica assumir sua comunicação pela criança, ou seja, o adulto não deve pedir coisas por ela ou resolver essas situações em seu nome.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Crianças introvertidas, como ajudá-las?, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: Psicóloga orienta sobre a timidez infantil. VOCÊ FELIZ 28112016 (Pode 2022).