Em formação

O sarampo é multiplicado por ideologia ou negligência dos pais

O sarampo é multiplicado por ideologia ou negligência dos pais

A nova tendência de não vacinar crianças é preocupante, que começa a causar alarme social, pelos dados assustadores que enfrentamos.

Assim, os surtos de sarampo em crianças aumentaram nos últimos anos. E é que, sarampo multiplica devido a, entre outras coisas, a uma ideologia errada ou a negligência dos pais na vacinação dos filhos.

São muitos os motivos que levam os pais a não vacinarem seus filhos, tantos que levaram o pediatra Carlos González a escrever um livro. Em entrevista ao nosso site, o pediatra Carlos González, autor deEm defesa da vacinação. Proteja a saúde do seu filho, reivindiquei aquilo O que pode acontecer em uma sociedade quando as crianças deixam de ser vacinadas é que "voltarão as doenças que agora esquecemos.

Já aconteceu em vários países onde a cobertura vacinal diminuiu, principalmente devido à propaganda antivacinas. Nas últimas décadas, houve epidemias de coqueluche na Inglaterra, Suécia, Alemanha e Japão, de sarampo na Holanda e Alemanha, de difteria na Rússia e outros países ex-soviéticos, para citar alguns exemplos. As mentiras antivacinas não são mentiras inocentes; eles causam sofrimento e morte. "

O Pais que seguem a moda de não vacinar seus filhos não pertencem a um setor marginal da sociedadeAo contrário, são famílias educadas cujo estilo de vida ecologista ou naturopata conflita com a administração de vacinas aos filhos porque essas substâncias fazem parte da indústria farmacêutica.

As vacinas protegem contra as principais doenças que podem ser potencialmente graves para as crianças. Assim, o surto de sarampo colocou as autoridades em grande parte do continente em guarda, porque na França seis pessoas morreram e mais de 300 sofreram pneumonia grave entre os mais de 5.000 afetados.

Para impedir a transmissão de vírus que podem ser controlados com vacinas, os especialistas afirmam que é necessário que a cobertura vacinal esteja presente em pelo menos 95% da população infantil.

O pediatra Carlos González garante que “vacinar a criança, de acordo com o calendário oficial de vacinação, é o melhor para ela e serve para protegê-la das várias doenças vacináveis”.

Marisol New.

Você pode ler mais artigos semelhantes a O sarampo é multiplicado por ideologia ou negligência dos pais, na categoria Doenças da infância no local.


Vídeo: PAI, PAI, PAI.. ÉS MEU EXEMPLO, ÉS MEU AMIGÃO! Nosso Instagram: @TiaQuelly (Dezembro 2021).