Em formação

Desprezo das crianças por quem se destaca, como lutar contra a inveja?

Desprezo das crianças por quem se destaca, como lutar contra a inveja?

Quem nunca sofreu a inveja e o ciúme de um colega de trabalho? Quem não teve que enfrentar o efeito que isso causa naquela pessoa que tem medo de ser vencido? São situações complicadas que podem ofuscar sucessos ou realizações pessoais.

Bem, aquelas emoções que surgem em algumas pessoas quando vêem alguém se destacar, não ocorrem apenas no ambiente de trabalho dos adultos, ocorrem desde a mais tenra infância. Somos seres emocionais, portanto, o ciúme e a inveja já estão presentes na sala de aula ou entre os amigos. É o desprezo das crianças que se destaca ou se destaca.

O desprezo das crianças por aquele que se destaca também é conhecido como síndrome de Procusto. E sim, também ocorre amplamente em adultos.

Tem o nome de um mito grego, o de Procusto, um estalajadeiro que vivia nas colinas da Ática e oferecia alojamento aos viajantes. Ele os convidou a deitarem em uma cama de ferro e uma vez lá ele os amordaçou e os amarrou, se eles se levantassem ou se ela faltasse, ele os torturava para se ajustarem. Procustean continuou fazendo esses atos terríveis até que se deparou com o herói Teseu, que fez com ele a mesma coisa que ele havia feito: amordaçar, torturar e matar. O mito do leito de Procusto serve para se referir àqueles que querem que tudo esteja de acordo com o que dizem ou pensam.

Há crianças e adultos que constantemente e repetidamente se deixam levar pela inveja, é um dos sentimentos mais difundidos e, também, um dos mais nocivos. Esse desprezo pelas crianças que se destaca tem sintomas muito claros, para que possamos reconhecê-los:

- São crianças que não conseguem reconhecer as ideias dos outros como válidas.

- Eles sentem medo de ser superado seja nas notas acadêmicas, nas habilidades esportivas ou em qualquer outra habilidade que seja apresentada.

- Eles tentam expor aquelas crianças que se destacam, minimizam seus méritos e podem até zombar delas.

- Tendem a julgar demais os outros.

- Desconfiam e até criticam quem faz melhor que eles.

- Buscam até encontrar o defeito da criança que se destaca para torná-la maior e assim ofuscar suas conquistas.

- Tendem a buscar a aceitação do grupo diante da criança que se destaca, ou seja, eles tentam fazer com que os outros os desprezem também.

- Mesmo que tentem esconder, a raiva que sentem quando outra criança tira notas melhores é palpável ou recebeu parabéns por algo.

- Eles têm uma baixa tolerância à frustração.

Em última análise, todas essas características que descrevo acima têm um nexo comum: a falta de empatia. Na verdade, é muito comum para crianças e adultos eles acreditam que são altamente empáticos, mas nada está mais longe da verdade.

Além disso, todas essas características podem tornar este tipo de Procustos crianças e adultos, pessoas que acabam sendo rejeitadas pelos outros, porque não queremos nos rodear de pessoas invejosas. Mas para mim, eles me causam uma grande pena. Toda essa atitude cheia de ciúme e inveja contém uma grande insegurança, muitos complexos e um grande sentimento de inferioridade.

Portanto, devemos ensinar nossos filhos se quiserem enfrentar outra pessoa que se deixa levar pela inveja que:

- Eles têm que olhar além do que dizem ou fazem porque, em última análise eles são pessoas muito insegurasSão crianças que sofrem.

- O que nunca tente ser pior em algo ou esconder suas habilidades não enfrentar esse tipo de criança.

- Essas agressões nunca devem prejudicar sua autoestima, devemos transmitir autoconfiança para que eles não acreditem no que os outros falam.

- Devemos educar nossos filhos na assertividade, ou seja, para não cair na passividade e nos deixarmos humilhar pelos outros, mas nunca responder com violência.

- E, claro, que se cercem e encontrem amigos que os amam muito, que se alegram com suas realizações e os ajudam em seus fracassos.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Desprezo dos filhos por quem se destaca, como lutar contra a inveja?, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: ENEAGRAMA ILUSTRADO AULA #20 O Tipo 4 (Janeiro 2022).