Em formação

Dicas para escolher óculos infantis

Dicas para escolher óculos infantis

Se já nos disseram que nosso filho precisa de óculos, o mais normal é que tenhamos algumas dúvidas. Como devem ser os óculos? Eles não são todos iguais. E não só muda a montagem, mas também existem diferentes tipos de cristais com características muito variadas.

Por exemplo, existem armações mais ou menos resistentes, feitas de diversos materiais, e lentes com a capacidade de eliminar reflexos, para evitar que embaçam ... Aqui estão algumas dicas para escolher os óculos do seu filho.

Antes de escolher a armação dos óculos para nosso filho, devemos levar em conta:

- Que são do tamanho apropriado para o rosto da criança. Eles não devem ser muito pequenos ou muito grandes pensando que irão crescer. A moldura deve ser do tamanho certo que não ultrapasse a sobrancelha ou descanse nas maçãs do rosto, nem deixe marcas na têmpora. O tamanho dos olhos e a distância entre eles também devem ser levados em consideração.

- Em geral, vidros plásticos costumam ser recomendados, pois o material é mais resistente e dá à criança mais liberdade. No caso de bebês ou crianças muito pequenas, recomendamos o uso de de armações de silicone, material leve e muito flexível, que resiste a torções e se ajusta bem às características dos mais pequenos. Para crianças mais velhas, ou mesmo as que sofrem de alergia a metais como o níquel, a utilização de materiais como como titânio, muito leve, resistente e hipoalergênico.

- As hastes da moldura devem ter comprimento adequado para que não sejam muito grandes nem muito curtos quando os adaptamos ao ouvido. Eles não devem pressionar a têmpora, deixar marcas ou feridas atrás da orelha. Para evitar isso, eles devem atingir o lóbulo da orelha e é recomendado que tenham terminais flexíveis. Da mesma forma, seria conveniente se as hastes tivessem um sistema flexível para que resistam a possíveis golpes ou puxões dos vidros sem danificá-los.

- Que a ponte da sela fique bem no nariz da criança. Se conseguirmos que a armação se encaixe bem no nariz, o peso da armação será melhor distribuído e não deixará marcas.

- Se a criança realiza algum tipo de atividade esportiva, devemos escolher um quadro de linha de esporte de acordo com a atividade que você vai realizar e que só utiliza nesses momentos (esportes com bola ou bola, esportes de contato como judô ou caratê, natação, etc.)

- Que a criança gosta deles. Contanto que eles estejam dispostos a contribuir com sua opinião (não importa quão pequena seja), é importante considerar o que você gosta porque o sucesso de usá-los residirá em que você se sinta confortável com eles e se sinta bem.

- É essencial que sejam lentes orgânicas e, dentro delas, de policarbonato ou um material menor, já que o policarbonato é um material muito mais resistente à quebra do que as lentes orgânicas normais.

- Se a graduação da criança for alta, recomendamos escolha uma lente tão pequena quanto possível, não só pela estética, mas também pelo peso, distorções da imagem (quanto mais espessa a lente, mais distorções ela gera e pior a qualidade da imagem).

- Que a lente cubra bem todo o olho para permitir, onde quer que pareça, fazê-lo através dele. Para isso, as lentes devem estar bem ajustadas e centradas, de forma que o centro óptico coincida com o centro da pupila da criança, pois se esse centro não existir, a qualidade da imagem será perdida (piora em até 40%).

- Que as lentes possuem tratamentos anti-riscos e anti-reflexos. Por outro lado, as lentes orgânicas têm menor resistência a arranhões, por isso, principalmente no caso de crianças, é importante que façam este tratamento de superfície que proporciona maior resistência a arranhões. Por outro lado, ao colocar uma lente na frente do olho, muito brilho é gerado devido ao reflexo da luz (artificial e natural) na lente. Esses realces, como listras, causam uma diminuição no contraste e na qualidade da imagem. Um tratamento anti-reflexo elimina a maior parte do brilho. E, dessa forma, consegue-se uma imagem mais natural com lentes mais transparentes e estéticas que evitam, por sua vez, possíveis desconfortos aos olhos da criança.

(Fotografia de Alain Afflelou)

Você pode ler mais artigos semelhantes a Dicas para escolher óculos infantis, na categoria Visão in loco.


Vídeo: Óculos de grau e de sol infantil para meninas de 5, 6 e 7 anos. (Dezembro 2021).