Em formação

Traumas de infância mais comuns

Traumas de infância mais comuns

Ao longo da infância, a criança configura sua personalidade a partir das experiências pelas quais passa. Nessa evolução, emoções positivas e negativas guiam a criança para a vida adulta e para a identidade.

Dessa forma, a criança pode vivenciar certos traumas ou eventos que definem sua personalidade. Contaremos quais são os traumas mais comuns na infância e que tipos de comportamentos podem causar.

A infância é uma fase intensa da vida e na qual somos mais vulneráveis. É um período em que as crianças estão aprendendo e adquirindo as habilidades e ferramentas necessárias para uma vida futura.

Essa aprendizagem se baseia no estabelecimento de um vínculo forte entre as crianças e seus cuidadores que servem de guia e exemplo; sendo os pilares fundamentais para que, por meio das vivências, as crianças se desenvolvam com segurança e autonomia

Quando os pais tentam fornecer essas ferramentas e capacidades aos filhos, o papel das emoções é fundamental.

Quando as emoções negativas ocorrem de forma muito intensa, ou a maioria delas é negativa, é provável que as crianças vivenciem situações chamadas de "estresse precoce" que as farão perder o rumo no seu desenvolvimento e maturidade. É com essa perda de direção que surgem os traumas. Dizemos quais são os traumas mais comuns na infância devido a essas emoções negativas e como a criança pode agir no futuro.

- Medo de rejeição. Quando a criança atinge aproximadamente 2 anos de idade, ela se vê como uma pessoa independente dos pais. Quando isso acontece, a criança começa a buscar aceitação das figuras que são mais importantes para ela. Se a emoção que surge nessa ação for negativa, ou seja, as pessoas em quem você busca segurança o rejeitam, será criada uma ferida emocional que causará um trauma que gerará baixa autoestima. No futuro, você terá um medo contínuo do fracasso e da necessidade da aprovação de outras pessoas em tudo o que fizer.

- A traição. É algo que acontece muito. Muitos pais fazem promessas que não são cumpridas mais tarde e isso é algo que os filhos vêem como traição e não perdoam. Essa ação gera na criança a ideia de não poder confiar em ninguém. Quando isso acontece regularmente, a criança aprende a se isolar e a se sentir sozinha. No futuro, essas crianças se comportarão com frieza e não permitirão que outras pessoas se aproximem delas ou compartilhem sua privacidade.

- Medo de abandono. A ausência de figuras de apego na infância cria um sentimento de abandono na criança que a torna insegura e dependente de outras pessoas no futuro. É uma das principais causas de depressão em adultos.

- a humilhação. Está intimamente relacionado à rejeição. Esse trauma aparece quando a criança sente que eles a desaprovam e a criticam. Por exemplo, dizendo a eles que eles são desajeitados, que são ruins, que são pesados ​​ou contando seus problemas para todos. Isso destrói sua autoestima e faz com que a criança desenvolva uma personalidade dependente no futuro ou, ao contrário, gera um comportamento para a criança.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Traumas de infância mais comuns, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: Quais são as consequências de um trauma psicológico? - Todo Seu 020818 (Dezembro 2021).