Informações

Habilidades de conversação para adolescentes com transtorno do espectro autista

Habilidades de conversação para adolescentes com transtorno do espectro autista

Conversas e adolescentes com transtorno do espectro autista

Seu filho adolescente com transtorno do espectro do autismo (TEA) enfrentará muitas situações em que precisa conversar - por exemplo, com um amigo, assistente de loja ou clínico geral.

Mas as conversas têm regras não ditas, que os adolescentes com TEA costumam achar difícil de entender. Por exemplo, eles podem dominar a conversa, não deixando a outra pessoa falar, ou podem falar apenas sobre coisas que lhes interessam.

Habilidades de conversação para adolescentes com transtorno do espectro autista: passo a passo

Aqui estão algumas etapas que podem ajudar seu filho com transtorno do espectro autista (TEA) a iniciar e participar de conversas. Você pode seguir estas etapas com seu filho ou usá-lo para criar um cartão rápido que ele possa levar na mochila como lembrete. Você também pode encenar uma conversa com seu filho ou gravar uma conversa para ele assistir.

Quando você começar a trabalhar nessas habilidades de conversação com seu filho, incentive-o a ter conversas curtas e adequadas a princípio e trabalhe em conversas mais longas assim que as habilidades forem mais naturais para ele. Isso o ajudará a aprender etiqueta de conversação enquanto constrói sua confiança.

1. Quando iniciar uma conversa
Se a pessoa com quem você deseja conversar estiver conversando com outra pessoa - especialmente se for alguém que você não conhece - talvez seja melhor esperar até que ela termine. Dessa forma, você pode ter mais tempo para conversar.

2. Onde ficar quando você quer começar
Vá até a pessoa com quem deseja conversar, mas pare quando estiver a um braço de distância. Encare a pessoa.

3. O que dizer para iniciar a conversa
Dizer 'Olá' normalmente é uma boa maneira de iniciar uma conversa, ou 'Com licença' se você quiser atrair a atenção de alguém. Usar o nome da pessoa ajudará a pessoa a saber que deseja conversar com ela.

O que dizer depende da situação e da pessoa com quem você está falando. Por exemplo, você pode dizer 'Oi' para um amigo, mas 'Olá' para um professor, ou você pode dizer 'Vovó' em vez do nome da sua avó.

É uma boa ideia comece com algo geral em vez de iniciar um tópico específico. Algumas idéias incluem 'Como você está?' ou "Prazer em vê-lo".

4. Como falar na conversa
Se revezam quando você e outra pessoa estão conversando. Deixe a pessoa responder suas perguntas. Dê à pessoa a chance de fazer uma pergunta em troca.

Verifique se a outra pessoa está interessada ou começando a parecer entediada. Se você acha que a outra pessoa está ficando entediada, faça uma pergunta para manter a conversa interessante ou mudar de assunto.

5. O que dizer na conversa
Pense nos tópicos de conversa. Tente falar sobre coisas que você sabe que a outra pessoa gosta e sobre as coisas que você gosta. Se vocês dois gostam das mesmas coisas, podem falar sobre isso.

Os tópicos que podem ser apropriados para falar incluem programas de TV, aulas escolares ou esportes.

Pode não ser apropriado dizer que você não gosta das roupas de alguém ou perguntar a alguém quanto dinheiro elas ganham.

Reserve um momento para pensar em como a outra pessoa pode ser afetada pelo que você diz. Isso fará com que se sintam desconfortáveis? Isso machucará seus sentimentos? Às vezes, não há problema em não dizer a verdade, se você acha que isso pode prejudicar os sentimentos deles - por exemplo, você pode dizer que o cabelo é uma cor agradável, mesmo que não seja. Algumas pessoas chamam essas "pequenas mentiras brancas".

6. O que fazer se houver um problema na conversa
Se você cometer um erro e chatear alguém, isso não significa que eles não gostem de você. Dizer desculpas geralmente ajuda. Se você não tiver certeza do que fez para chatear alguém, ou se não tiver certeza de como alguém está se sentindo, pergunte.

Se seus amigos sabem que você tem transtorno do espectro autista (ASD), explique a eles como isso significa que às vezes você diz as coisas de uma maneira diferente, mas que não pretende incomodá-las. Peça para que você saiba quando você disser algo que não está bem e sugira uma maneira melhor de dizer isso.

7. Como terminar uma conversa
Cuidado com os sinais de que alguém deseja encerrar uma conversa com você. A pessoa pode:

  • não faça perguntas de volta
  • olhe ao redor da sala
  • bocejar
  • diga que ele ou ela tem algo mais a fazer.

Se você quiser terminar a conversa, diga algo como: 'Bem, é melhor eu ir agora' antes de dizer 'adeus'. Isso é mais educado do que apenas dizer 'adeus' e ir embora.

Você provavelmente precisará repetir essas etapas várias vezes com seu filho. Tente ser paciente com seu filho - e você mesmo. Talvez seja útil compartilhar experiências e obter apoio de outros pais. Você pode tentar grupos de suporte on-line ou pessoalmente.