Em formação

O bom e o ruim do chocolate para crianças

O bom e o ruim do chocolate para crianças

Podemos diferenciar o chocolate preto, com grande quantidade de cacau, o chocolate ao leite, com menos cacau e ao qual se adicionam outros ingredientes como o leite e o açúcar, e o chocolate branco, sem cacau mas com manteiga de cacau e açúcar.

Em todo caso, se uma coisa sobre a qual nós, adultos, temos certeza é a relação estreita que as crianças têm com o chocolate, isso é benéfico ou prejudicial para os pequenos? O que há de bom e de ruim no chocolate para crianças?

- Contém minerais como magnésio, cálcio, ferro, zinco, cobre, potássio e manganês e vitaminas A, B1, B2, B3, C, E e ácido pantotênico. A quantidade de cobre fornecida pelo cacau é alta e com altíssima biodisponibilidade, podendo afetar negativamente a saúde cardiovascular, além de inibir a absorção e a biodisponibilidade de outros nutrientes. Além disso, alguns estudos relacionam os altos níveis de cobre com um risco aumentado de câncer. Nesse sentido, o chocolate ao leite, por conter menos cacau, também contém menos cobre.

- Alguns estudos sugerem que o cacau é um dos alimentos que mais contém chumbo, algo extremamente prejudicial à saúde das crianças, embora sejam necessários mais dados para confirmar esse fato.

- A gordura do cacau puro, da manteiga de cacau, contém basicamente os ácidos esteárico, oleico e palmítico, o que a torna bastante neutra para a saúde e também não afeta os níveis de colesterol. No entanto, ao adicionar outros ingredientes, a porcentagem de gordura de outras fontes aumenta, como no chocolate ao leite, e na gordura do leite aumenta a quantidade de ácidos graxos saturados, menos recomendados para a saúde.

- O quantidade de açucar presente no chocolate ao leite e no chocolate branco representa um risco para a saúde física e dentária dos nossos pequenos.

- É um alimento altamente calórico, portanto, deve ser levado em consideração e consumido em pequenas quantidades, pois fornece muitos micronutrientes.

- Seu conteúdo antioxidantePolifenóis como as catequinas podem neutralizar o efeito negativo do cobre, pois oferece proteção cardiovascular.

- Ao trazer muita energia, Pode ser benéfico lidar com a intensa atividade física que as crianças fazem na escola.

- Contém estimulantes naturais, como a feniletilamina, que atua como um neurotransmissor no cérebro. Esses tipos de substâncias são considerados como tendo efeitos psicoativos, sendo capazes de inibir a dor ou modificar o humor, mas podem criar dependência. Tem propriedades antidepressivas, pois favorece a produção de serotonina, pode ajudar as crianças a ficarem mais atentas e focadas, podendo impactar em melhores resultados escolares.

- Também contém teobromina e uma pequena quantidade de cafeína ser capaz de manter as crianças atentas, mas recomendamos reduzir o consumo quando precisar promover relaxamento.

Com moderação, o chocolate infantil é um alimento que não representa risco para a saúde infantil nem contribui com benefícios que possam ser considerados relevantes.

Você pode ler mais artigos semelhantes a O bom e o ruim do chocolate para crianças, na categoria Nutrição Infantil no Local.


Vídeo: DESENHO Vs CHOCOLATE Vs BRINQUEDO com Maria Clara e JP Stories for kids about sweets u0026 candies (Janeiro 2022).