Em formação

Falsas crenças sobre crianças criadas por casais gays

Falsas crenças sobre crianças criadas por casais gays

No século XXI, muitos ainda levantam a mão quando falam de famílias cujos parceiros são homossexuais. Isto gera um boato popular, mais baseado em crenças próprias e religiosas do que em realidades científicas, razão pela qual nos últimos 50 anos foram realizados inúmeros estudos científicos que deixaram dados reveladores sobre o assunto e que fazem cair muitos os mitos que são mantidos. No Guiainfantil.clom quebramos mitos relacionados aos filhos criados por casais adolescentes.

1- Casais gays não são naturais. A ciência mostrou que o sexo entre animais do mesmo sexo é normal, existem mais de 1500 espécies diferentes de animais que o praticam.

2- É melhor que os filhos sejam criados por um pai e uma mãe. Um estudo realizado no final da década de 1990 revelou como crianças criadas em famílias com baixos níveis de estresse, poucos conflitos e amor conjugal se desenvolviam psicologicamente mais saudáveis, independentemente da orientação sexual dos pais. Além disso, verificou-se que os pais do mesmo sexo desenvolveram maior empatia com os filhos e estavam mais atentos às necessidades dos filhos; Essa maior atenção se refletiu nos filhos criados por casais homossexuais, que obtiveram melhores notas na escola e tiveram melhor adaptação social.

3- Crianças criadas por casais homossexuais se tornarão homossexuais. Completamente falso. Uma investigação, realizada ao longo de 20 anos, mostrou que mais de 90% dos filhos de casais do mesmo sexo eram heterossexuais, a mesma proporção que existe entre os filhos de casais heterossexuais. Os papéis sexuais são determinados principalmente pela herança genética e, está comprovado que meninos criados sem a presença do pai não deixam de ser viris, e meninas criadas por lésbicas não carecem de feminilidade.

Por outro lado, essas crianças não desenvolveram problemas com sua identidade de gênero, usavam os mesmos brinquedos e realizavam as mesmas atividades, papéis e interesses profissionais que as demais.

4- Eles terão maior discriminação na escola. Esse fato depende muito do país em que ocorre, mas em países desenvolvidos e com uma mente mais aberta, o bullying vivenciado por filhos de pais homossexuais não é maior que o de filhos de heterossexuais.

5- Casais gays não duram muito e a maioria são pedófilos. Essa dura afirmação é totalmente refutada, já que em um estudo com 42 casais com mais de 12 anos (21 gays e 21 lésbicas), apenas 20% se separaram nesse período; uma proporção até um pouco mais baixa do que em casais de sexos diferentes.

Quanto à declaração contra gays, acusando-os de pedofilia, investigação feita com 270 crianças vítimas de abuso sexual, 82% dos agressores eram heterossexuais.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Falsas crenças sobre crianças criadas por casais gays, na categoria Ser mães e pais no local.


Vídeo: PAIS HOMOAFETIVOS (Dezembro 2021).