Adultos

Comunicação com os pais: dicas para conversar com seu parceiro

Comunicação com os pais: dicas para conversar com seu parceiro

Por que falar é importante para a comunicação e os relacionamentos

Conversar juntos cria entendimento. Conversar com seu parceiro sobre coisas do dia a dia - como o que você está fazendo e como os dois estão se sentindo - é uma das principais maneiras pelas quais os parceiros se conectam. Também pode ajudar você e seu parceiro a prevenir e resolver problemas ou conflitos.

Isso significa que é importante conversar de maneira positiva. O que você diz e como diz, incluindo a linguagem corporal, influencia a maneira como o seu parceiro entende e responde a você.

Uma boa comunicação também é sobre ouvir. Com boas habilidades de escuta, você pode realmente entender o que seu parceiro está dizendo e ajudá-lo a se sentir ouvido e valorizado.

Conversação e comunicação: etapas básicas

A fala construtiva começa com alguns passos simples:

  • Escolha o seu momento.
  • Seja positivo.
  • Mantenha isso breve.
  • Assuma a responsabilidade por seus sentimentos.
  • Evite dizer coisas prejudiciais.

Passos 1: escolha seu momento

Quando você quer conversar com seu parceiro, geralmente é melhor fazê-lo quando todo mundo está calmo e tem tempo para ouvir, ou quando seus filhos não estiverem por perto ou dormindo.

Se precisar falar sobre um assunto difícil, pode ser necessário esperar até que o problema termine ou reservar um tempo para conversar mais tarde se você ou seu parceiro estiverem muito chateados ou com raiva.

Às vezes, é melhor deixar passar pequenas coisas e economizar negociações para questões que significam muito para você. Pergunte a si mesmo se um problema é realmente importante antes de abordá-lo com seu parceiro.

Etapa 2: seja positivo

Todo mundo gosta de se sentir apreciado, então procure oportunidades para dizer coisas positivas para o seu parceiro. Por exemplo, 'eu realmente aprecio o fato de você ajudar no jantar e na hora do banho todas as noites'.

Se o seu parceiro está acostumado a receber elogios e incentivo de você, é mais provável que ele ouça quando precisar levantar um problema. E você pode levantar problemas de uma maneira positiva também. Por exemplo, 'É ótimo quando você está aqui no jantar e na hora do banho. Eu realmente senti falta da sua ajuda nas últimas noites.

A comunicação também será mais fácil e mais positiva se você use linguagem corporal aberta, que inclui:

  • sentado ou em pé de forma descontraída
  • tentando não franzir a testa ou parecer muito sério
  • fazendo contato visual com seu parceiro
  • sentado ou em pé perto um do outro.
Você pode se surpreender com a frequência com que os fundamentos da educação podem passar despercebidos nos relacionamentos de longo prazo. Palavras como "por favor" e "obrigado" podem ajudar muito quando você está conversando com seu parceiro!

Etapa 3: seja breve

Explicações longas e prolixo podem parecer uma palestra. Eles também podem ser uma barreira para o seu parceiro entender você.

Em vez disso, pode ajudar a pensar no que é mais importante para o seu parceiro ouvir e tentar descrevê-lo com o mínimo de palavras possível. Por exemplo, 'Jordy quer que você esteja no show dele neste fim de semana. É ao mesmo tempo que a sua aula de ginástica. Você acha que pode pular sua aula esta semana?

Às vezes, outras questões e preocupações surgem, mas é melhor manter o foco no tópico. Por exemplo, 'Eu sei que você dificilmente tem tempo para si mesmo hoje em dia e podemos conversar sobre isso mais tarde, mas podemos primeiro decidir se você pode estar no show de Jordy?'

Etapa 4: assuma a responsabilidade por seus sentimentos

É melhor compartilhar seus próprios sentimentos e pensamentos sobre uma situação - sentimentos particularmente vulneráveis ​​como preocupação, dúvida ou tristeza - em vez de falar sobre o que seu parceiro está ou não fazendo.

'Declarações I' pode ajudar com isso. Por exemplo, você pode dizer: 'Você está sempre no seu telefone ou laptop. E tenho que preparar o jantar e cuidar das crianças. Mas pode ser melhor dizer, 'Sinto-me muito estressado quando estou correndo para preparar o jantar. Eu acharia mais fácil se as crianças estivessem ocupadas. Você poderia estar disponível para ajudar na hora do jantar?

É provável que seu parceiro se sinta mais aberto e menos defensivo se você seguir essa abordagem.

Etapa 5: evite dizer coisas ofensivas

É provável que algumas maneiras de falar magoem os sentimentos de seu parceiro e o tornem menos propenso a ouvi-lo. Portanto, tente evitar:

  • chamando os nomes dos seus parceiros - por exemplo, 'Você é estúpido'
  • trazendo à tona o passado - por exemplo, 'É exatamente como da última vez'
  • questionar as intenções ou a motivação do seu parceiro - por exemplo, "Você simplesmente não se importa"
  • fazer comparações inúteis - por exemplo, 'Você é como sua mãe!'

Também é melhor evitar frases que impliquem que alguém esteja sempre errado ou não tente - por exemplo, 'Você sempre ...' e 'Você nunca ...'. Essas declarações também podem tornar seu parceiro na defensiva.

Falar não é algo que você faz apenas quando tem um problema. Se você reservar um tempo regular para compartilhar pensamentos e sentimentos e desfrutar da companhia um do outro, é bom para a sua comunicação e relacionamento em geral. E é uma boa prática conversar quando há um problema.

Obtendo ajuda com conversação e comunicação

Todos os relacionamentos têm seus altos e baixos. Mas se você está realmente chateado no final da maioria das conversas com seu parceiro ou sente que nunca consegue compartilhar seus sentimentos, pode ser útil conversar com alguém. Você pode conversar com um amigo ou familiar de confiança, clínico geral ou conselheiro.

O aconselhamento de casais pode ajudar. Se o seu parceiro não quiser ir, ainda vale a pena procurar ajuda, mesmo sozinho.

Se você estiver em um relacionamento que envolve violência familiar, ligue para a linha de apoio, procure apoio e faça o que for necessário para garantir sua segurança e a segurança de seus filhos.