Adultos

Relações com os pais: dicas para aceitação

Relações com os pais: dicas para aceitação

O que é aceitação?

Aceitar é avaliar as diferenças de seu parceiro. É ser flexível, saber comprometer e entender que as pessoas cometem erros.

Aceitação não significa sempre concordar com seu parceiro - não há problema em concordar em discordar. Mas isso significa acreditar que seu parceiro está tentando fazer a coisa certa.

Aceitar não é tolerar comportamentos prejudiciais. Se você estiver em um relacionamento que envolve violência familiar, ligue para a linha de apoio, procure apoio e faça o que for necessário para garantir sua segurança e a segurança de seus filhos.

Por que a aceitação é importante em seu relacionamento com seu parceiro

A aceitação ajuda a manter seu relacionamento saudável.

Isso ocorre porque a aceitação facilita a apreciação das coisas boas sobre seu parceiro e seu relacionamento, levando você a uma maior intimidade e cuidado um com o outro.

Quando você e seu parceiro se sentem aceitos, estão mais dispostos a ouvir e entender as perspectivas e sugestões um do outro. Isso pode fortalecer seu relacionamento e também facilitar o trabalho de você e seu parceiro como uma equipe de pais.

Tudo isso significa aceitação cria um ambiente mais saudável, mais feliz e mais positivo para toda a família.

Dicas para fortalecer a aceitação

Gaste tempo com seu relacionamento

  • Passe algum tempo juntos em interesses compartilhados.
  • Pergunte sobre os interesses e atividades do seu parceiro e participe quando puder.
  • Faça coisas para mostrar ao seu parceiro seu amor e apreciação. Pode ser tão simples quanto deixar seu parceiro dormir enquanto você cuida das crianças.
  • Pense nas atividades que vocês fizeram juntos quando se conheceram. Considere o que você gostou e como poderá fazer essas atividades juntos novamente.
  • Converse com seu parceiro sobre momentos felizes que você teve juntos.

Leia mais sobre relacionamentos saudáveis ​​para pais e parceiros.

Foco na resolução de problemas

  • Se você tiver um problema, pense no que deseja alterar.
  • Convide seu parceiro para ajudar a resolver o problema, sem culpar ou falar sobre o que seu parceiro deveria ou não ter feito.
  • Identifique maneiras positivas de resolver o problema, mesmo que seu parceiro não participe.
  • Obtenha ajuda de outras pessoas, se necessário.

Leia mais sobre solução de problemas com seu parceiro.

Seja generoso com sua compreensão

  • Quando estiver conversando e ouvindo com seu parceiro, lembre-se de que às vezes pode ser difícil explicar o que você quer e como se sente com outra pessoa.
  • Incentive seu parceiro a se abrir fazendo perguntas abertas e não interrompendo.
  • Peça ao seu parceiro para explicar ou fornecer mais informações se você não entender o que está sendo dito.
  • Ouça, sem defender sua própria posição ou comportamento.
  • Reconheça o ponto de vista do seu parceiro, mesmo que não concorde. Por exemplo, 'Eu posso entender por que você está com raiva por eu ter pedido aos meus pais que ficassem o fim de semana sem falar com você primeiro'.
  • Evite tirar conclusões precipitadas, culpar ou criticar seu parceiro.
  • Assuma o melhor do seu parceiro - por exemplo, 'Eu sei que você está trabalhando longas horas porque deseja cuidar de nós'.

Leia mais sobre como conversar com seu parceiro e como ouvi-lo.

Cuide de si mesmo

  • Separe um tempo todos os dias ou semanas para fazer algo que você goste. Por exemplo, tome um banho, jogue netball, leia um livro, assista TV e assim por diante.
  • Prossiga seu próprio trabalho ou interesses criativos. Por exemplo, faça um curso curto, toque um instrumento musical e assim por diante.
  • Cuide da sua saúde física, faça exames regulares com seu médico e coma bem.
  • Faça um acordo com um amigo para cuidar dos filhos um do outro, para que você possa fazer uma pausa ou sair com seu parceiro.
  • Pense no que é importante em sua vida - por exemplo, carinho, diversão, segurança financeira, tempo para a família e assim por diante. Procure maneiras de conseguir isso, inclusive buscando ajuda de seu parceiro, amigos, família, grupos de apoio e profissionais.

Leia mais sobre como cuidar de si mesmo.

Conseguindo ajuda

Se você e seu parceiro estão achando muito difícil aceitar as diferenças um do outro ou se preocupam com o comportamento dele, é importante obter ajuda. Você pode falar com um amigo de confiança, clínico geral ou conselheiro profissional.

É bom para você e seu parceiro obter ajuda como casal. Mas se o seu parceiro não estiver interessado, ainda vale a pena procurar apoio, mesmo você mesmo.