Informações

Mudando rotinas: crianças e adolescentes com transtorno do espectro do autismo

Mudando rotinas: crianças e adolescentes com transtorno do espectro do autismo

Mudando rotinas e seu filho com transtorno do espectro do autismo

Crianças e adolescentes com transtorno do espectro autista (TEA) geralmente gostam de rotinas e rituais e não gostam de mudanças. Isso significa que seu filho com TEA pode precisar de ajuda para gerenciar alterações em sua rotina diária.

Alterações comuns ou novas situações podem incluir:

  • saindo de casa
  • tendo visitantes em sua casa
  • indo a algum lugar novo, como o dentista
  • alternar entre brinquedos, atividades ou tarefas
  • fazendo as coisas em uma ordem diferente - por exemplo, tomar banho em um momento incomum
  • comendo novos alimentos
  • atividades de cancelamento - por exemplo, não ir ao parque por causa do mau tempo.
É difícil seguir explicações e instruções para as crianças com TEA, portanto, nem sempre contar ao seu filho sobre uma mudança pode funcionar. Mas usar estratégias visuais para ajudar seu filho a entender pode ser útil.

Planejando mudanças esperadas na rotina

Planejar com antecedência transições e alterações em sua rotina diária pode ajudá-los a trabalhar melhor. Se possível, tente informar seu filho sobre o que acontecerá antes do tempo.

É mais fácil planejar alterações que você conhece com antecedência, como ir a uma festa ou ir a uma consulta com o médico ou dentista. É o mesmo com as transições que acontecem regularmente, como sair de casa.

As estratégias abaixo podem ajudar seu filho a lidar com sucesso com novas atividades.

Histórias sociais ™
O Social Stories ™ é uma boa maneira de informar seu filho sobre o que acontecerá em termos que ele possa entender.

Por exemplo, você pode criar uma História Social ™ sobre ir ao médico. Você pode usar figuras, palavras ou ambas para descrever sair de casa, chegar ao médico, medir a pressão arterial e assim por diante. Terminar a história com uma nota positiva é sempre um toque agradável - por exemplo, 'Quando o compromisso termina, eu brinco no parque'.

Ao deixar seu filho saber o que esperar, você reduz as surpresas e tranquiliza seu filho de que será uma experiência positiva.

Horários
Os horários são uma maneira simples de informar seu filho sobre o que esperar e quando. Você pode usar figuras, palavras ou ambos. Por exemplo, tente usar imagens de relógios para explicar a que horas seu filho pode esperar que uma determinada atividade aconteça.

Algumas crianças podem ficar muito chateadas se você disser que uma festa de aniversário termina às 15h. e isso não acontece, ou se lhes for dito que a consulta médica é às 10 da manhã, mas eles não são vistos até mais perto das 11 da manhã.

Se seu filho é assim, pode ajudar a usar eventos como chá da manhã, depois do almoço ou depois da escola como pontos de referência, em vez de horários específicos. Por exemplo, se você quiser que seu filho tome banho mais cedo do que o normal, seu horário poderá mostrar uma foto de um banho antes da foto de seu filho jantando.

Tempo extra
Passar mais tempo fazendo a mudança pode ajudar seu filho a se sentir menos ansioso. Por exemplo, para ajudar seu filho a lidar com alguém que vem visitá-lo em casa, você pode passar algum tempo com seu filho se preparando para a visita. Você pode falar sobre o que acontecerá durante a visita ou seu filho poderá ajudá-lo a se preparar. Você também pode mostrar ao seu filho algumas fotos do que vai acontecer.

Visitas a novos lugares
Você poderá marcar uma visita a um novo local, como um local de festa de aniversário, antes do horário, talvez durante um horário mais calmo do dia. Dessa forma, seu filho poderá se familiarizar mais com o meio ambiente, sem se sentir sobrecarregado por muito barulho e pessoas. Se você não conseguir fazer isso, tente procurar imagens do local na internet.

Temporizadores
Se seu filho achar difícil mudar de uma atividade favorita, um cronômetro pode ajudar. Defina a hora e informe seu filho de que a atividade terminará quando o cronômetro tocar. Essa estratégia também pode ajudar a sair de casa. Por exemplo, 'Quando o cronômetro tocar, é hora de partir'. Você pode obter um aplicativo de cronômetro para smartphone ou usar um cronômetro ou cronômetro de cozinha.

Pequenas mudanças
Isso pode ajudar a introduzir pequenas alterações e aumentar o seu tempo ao longo do tempo.

Por exemplo, se seu filho insistir em tomar o café da manhã primeiro e depois se vestir, mas você quiser que ele se vista antes do café da manhã, você pode começar vestindo as meias dela e deixando que ela tome o café da manhã. Quando estiver confortável com isso, você pode tentar colocar as meias e as calças antes do café da manhã e assim por diante.

Elogie e recompense seu filho quando ele puder ser flexível e lidar com essas mudanças.

Lento e constante
Se seu filho achar difícil alternar entre as atividades, tente adicionar lentamente novas atividades, uma de cada vez.

Por exemplo, se você quiser que seu filho aprenda a parar o que está fazendo e mudar para uma nova atividade quando você pedir, você pode começar fazendo a nova atividade que você sabe que ela vai gostar. Quando ela tiver concluído a atividade, elogie-a e dê-lhe uma recompensa, como cinco, um adesivo ou tempo extra no computador.

Continue fazendo isso até que seu filho se sinta confortável em passar para a nova atividade quando você pedir. Então você pode tentar dificultar a troca, como mudar para uma atividade que ele nunca havia feito antes. Continue praticando até que seu filho possa passar para uma nova atividade quando você perguntar, mesmo que seja novo ou algo que ele não goste.

Outras pessoas
Às vezes, pode ser útil incluir outras pessoas, como o professor de seu filho ou o médico, em seu plano de mudança. Você pode conversar com eles sobre as necessidades do seu filho. Eles também podem ter dicas úteis para ajudá-lo a planejar uma transição bem-sucedida.

Habilidades comportamentais
Não há intervenções específicas para gerenciar mudanças, mas estratégias de comportamento podem ajudar. Eles incluem Análise de Comportamento Aplicada (ABA), Treinamento em Estudo Discreto (DTT), Suporte ao Comportamento Positivo (PBS) e Tratamento de Resposta Pivotal (PRT).

Gerenciando mudanças inesperadas na rotina

Às vezes, as mudanças são inesperadas e você não tem tempo para planejar com antecedência. Lidar com uma mudança repentina pode ser algo para o qual você e seu filho se preparam antes que qualquer mudança aconteça.

Se seu filho entender um sistema de alerta para mudanças inesperadas quando estiver calmo, poderá aplicar melhor esse conhecimento se ficar chateado durante a mudança real.

Adicionando um? para a agenda do seu filho
Uma maneira de fazer isso é criar algum 'espaço' para mudar os suportes visuais de seu filho.

Por exemplo, se você usar uma programação visual de atividades para seu filho, poderá deixar espaços entre cada figura para permitir que outra seja inserida mais tarde. Você pode usar um 'ponto de interrogação' para representar um 'mistério' ou incerteza. Se seu filho tiver uma programação por escrito, deixe uma linha em branco entre cada tarefa.

Usando uma abordagem passo a passo, seu filho pode aprender como o '?' trabalho. Ele pode gradualmente aprender a lidar com mudanças agradáveis ​​e depois mudanças menos agradáveis.

Por exemplo:

  1. Vá a um passeio, colocando um '?' no horário. Certifique-se de que algo divertido para o seu filho aconteça na hora de fazer o '?' no horário. Elogie seu filho por lidar com isso. Seu filho pode aprender que algo inesperado pode ser uma coisa agradável.
  2. Vá a um passeio sem o '?' no horário. Em algum momento deslize o '?' em uma lacuna no cronograma. Traga imediatamente a surpresa divertida e elogie seu filho por lidar com isso.
  3. Vá a um passeio sem o '?' no horário. Em algum momento, faça um desvio não planejado - por exemplo, um irmão quer dar uma olhada na pet shop, e não está dentro do cronograma. Adicione o '?', Recompense seu filho por lidar e volte rapidamente à programação.
  4. Vá a um passeio sem o '?' no horário. Faça um desvio não planejado que seu filho geralmente não gosta - por exemplo, visitando uma loja extra. Mostre isso colocando o '?' em uma lacuna apropriada no cronograma. Quando terminar, recompense seu filho por lidar com isso e volte aos eventos habituais.

Quando seu filho estiver familiarizado com o '?', Você poderá usá-lo sempre que houver uma alteração inesperada para mostrar que haverá um desvio da programação e, em seguida, um retorno.

Você poderia junte essa técnica a uma Social Story ™ Explique ao seu filho que às vezes as coisas não correm exatamente como diz o cronograma. Você pode incluir as coisas que seu filho pode fazer quando algo não corre conforme o planejado - por exemplo, 'Quando as coisas mudam, posso respirar fundo cinco vezes ou nomear todos os Pokémon em ordem alfabética na minha cabeça até me sentir calmo'.

Premiando a flexibilidade
Outra maneira simples de ajudar as crianças mais velhas a lidar com as mudanças é fazer uma grande parte do conceito de 'flexibilidade'.

Elogie ou recompense seu filho sempre que ele lidar com uma mudança ou um evento inesperado, como não obter o número da mesa desejado em um restaurante. Diga a ela como é maravilhoso que ela seja "flexível" e faça com que ela associe essa habilidade a conseguir algo que ela goste, como atenção.