Em formação

É possível dar à luz a um bebê com mais de 6 quilos sem uma epidural

É possível dar à luz a um bebê com mais de 6 quilos sem uma epidural

Talvez você seja uma daquelas mães surpreso com o peso de seu filho ao nascer. Talvez os 4 kg que pesava pareciam muito para você. Talvez. Mas quando você conhecer o caso dessa mulher e de seu recém-nascido, pensará de forma diferente. Nós te dizemos a história de Natashia, mãe de um bebê que veio ao mundo com mais de 6 quilos. Sim: é possível dar à luz um bebê com mais de 6 quilos (e sem peridural).

Little Brian Jr (seu pai também se chama Brian), ou melhor, o grande bebê Brian, deixou todos surpresos. Ao pesá-lo, a balança marcou mais de 6 quilos de peso. Comprimento? 57 centímetros. Ou seja, sobre o peso e o comprimento de um bebê de 5 meses. A pergunta que toda mãe se faz neste momento é: Não foi um parto natural? A resposta surpreendente é sim.

Natashia, de Melbourne (Austrália) Ela reconhece que sonhou com seu bebê antes do parto e que sabia que ele seria grande. Um sonho premonitório, pois nem mesmo o último ultrassom foi capaz de prever tal magnitude, embora a avisassem de que seu bebê estava bem acima da média. Antes das primeiras contrações do parto, a mãe orgulhosa foi para o Hospital Mercy (Melbourne). Ela já tinha 40 semanas e 5 dias de idade.

No momento da entrega, Natasha decidiu não usar a epidural, e eles usaram um gás anestésico. Apesar da dor, a mãe (que não é novata, pois tem mais três filhos), concentrou-se e respirou fundo. Para lidar com as contrações, ela pensou coisas positivas. No momento da expulsão, a equipe do hospital teve que chamar mais dois membros para reforçar a equipe. As primeiras palavras de Natasha ao ver sua prole foram: 'Oh baby!'

O peso normal de um bebê a termo é considerado de 3 a 3,5 kg. Quanto mais velho for o bebê, maior será a probabilidade de o parto ser problemático. Mas ... por que existem bebês que nascem tão grandes?

1. Diabetes gestacional ou familiar: Pode haver casos de diabetes da mãe que o bebê herda ou de um momento específico de diabetes gestacional da mãe (é um tipo de diabetes que ocorre apenas durante a gravidez). Em ambos os casos, o bebê fica maior e mais gordo com muito mais facilidade antes do nascimento.

2. Idade gestacional: Considera-se que a gravidez já chega a termo na 40ª semana de gravidez, embora o bebê possa nascer sem problemas a partir da 38ª semana. Quanto mais dias se passarem após o dia indicado como a data provável do parto, maiores as chances de que o bebê vai ganhar peso e crescer dentro do útero mais do que o necessário.

3. Espessura excessiva da placenta: A placenta também pode indicar que um bebê vai nascer pesando mais do que o normal. Em muitos casos de bebês grandes, descobriu-se que havia uma espessura da placenta maior do que o normal.

4. Fator genético: De pais muito grandes, pode ser o caso de nascerem bebês muito grandes. Este fator é considerado pelos médicos como menos preocupante.

5. Excesso de ganho de peso em mulheres grávidas: Uma gestante deve ganhar entre 11 e 16 quilos. Se você ganhar muito peso, isso pode afetar negativamente o peso do seu recém-nascido.

É tão ruim para um bebê nascer abaixo do peso quanto nascer com muito peso. Um bebê que nasce com mais de 4 quilos de peso será observado com mais detalhes, pois pode apresentar algum problema de saúde (além de agregar mais risco na hora do parto):

- Distocia do ombro: Durante o parto, alguns bebês podem sofrer uma lesão no ombro. É mais normal que ocorra em bebês muito grandes. Requer o uso de instrumentos cirúrgicos durante o parto.

- Problemas respiratórios: Muitos bebês com sobrepeso desde o nascimento têm mais problemas respiratórios do que outros recém-nascidos.

- Hipoglicemia: Ocorre em casos de bebês que nasceram maiores por causa do diabetes da mãe.

Você pode ler mais artigos semelhantes a É possível dar à luz a um bebê com mais de 6 quilos sem uma epidural, na categoria de Entrega no Local.


Vídeo: MÓJ PORÓD (Janeiro 2022).