Em formação

Carne de porco na dieta infantil

Carne de porco na dieta infantil

A carne suína geralmente recebe um nome ruim antes de ser precedida, e os pediatras recomendam introduzir outras carnes, como boi, frango ou coelho antes de introduzir a carne de porco na dieta do bebê, mas há um motivo específico para esperar ou não? Oferecer essa carne aos nossos filhos?

Porco, como outras carnes vermelhas é rico em proteínas de alto valor biológico, vitaminas e minerais. Especificamente, contém vitaminas do grupo B e vitamina D, bem como fósforo, ferro, zinco, potássio e magnésio em quantidades relevantes para a dieta. No entanto, também contém uma quantidade de gordura, dependendo da origem da peça que se consome, principalmente monoinsaturada, mas também saturada e colesterol. A gordura saturada não é tão demonizada hoje como antes, embora obviamente não seja a mais saudável das gorduras, mas as gorduras trans são ainda menos.

Dentro da carne suína, cortes mais ou menos gordurosos podem ser diferenciados, dependendo da peça. Pedaços magros devem ser escolhidos o máximo possível ou a gordura visível deve ser removida dos pedaços mais gordurosos.

- O lombo ou lomboPor exemplo, eles tendem a ser pedaços magros, enquanto as costelas são geralmente mais gordas. O lombo pode ser fresco ou marinado. A marinada costuma incluir temperos como páprica, orégano e alho, além de ter uma quantidade de sal adicionada que não é recomendada para bebês. Porém, se for feito em casa, o sal pode ser omitido e o lombo marinado seria adequado para consumo na infância, principalmente com a ideia de que o bebê deve aprender a comer o que se come em casa. Além disso, quanto menos processada a carne, mais saudável ela é e mais fácil de digerir.

- Bacon, no topo das carnes defumadas, é uma carne muito salgada, por isso deve ser evitada. Quando consumido fresco, costuma ser conhecido como bacon, que é menos salgado, mas é uma peça muito gordurosa, com uma gordura difícil de remover.

- A carne do presuntoassim como as costeletas, são peças relativamente magras com gordura visível e fácil de remover, embora também tenham gordura infiltrada em quantidades variáveis.

Dependendo da origem e criação do porco, se é branco ou ibérico, a carne pode ter maior ou menor infiltração de gordura. A gordura infiltrada é aquela que se encontra entre as fibras da carne e não pode ser removida. É mais frequente em músculos com muito movimento e mais abundante em suínos livres do que nos contidos.

Além disso, estudos realizados variando a dieta dos suínos têm conseguido melhorar a qualidade dessa gordura, de forma que suínos criados em liberdade e alimentados com bolota tenham uma quantidade muito maior de gordura monoinsaturada, saudáveis, muito superior aos alimentados com ração. .

Você pode ler mais artigos semelhantes a Carne de porco na dieta infantil, na categoria Nutrição Infantil no Local.


Vídeo: ALEXANDRINA ENSINA A CONSERVAR CARNE SEM GELADEIRA (Janeiro 2022).